LANÇAMENTO DO VIÑA ARDANZA SELECCIÓN ESPECIAL 2010

Atualizado: Abr 27



Fundada em 1890 no Barrio de la Estación de Haro, a vinícola La Rioja Alta elabora os vinhos mais clássicos da Rioja, e apesar do seu estrondoso sucesso, sempre manteve-se fiel ao seu estilo. Alegadamente a região vinícola mais famosa de Espanha, a Rioja foi também das que mais sofreu com o processo de internacionalização dos vinhos nas últimas décadas. A esmagadora maioria das bodegas riojanas caiu na tentação de elaborar vinhos muito técnicos e extraídos, ao custo do gosto do lugar.


Ao longo dos sécs. XIX, XX e XXI, a célebre La Rioja Alta consolidou 420 hectares de vinhas nas melhores posições das 3 subregiões da Rioja: Alta, Alavesa e Oriental (Baja). A viticultura é precisa e respeitosa, e uma parte das vinhas já é orgânica. Surpreendentemente, toda essa extensa área cultivada é colhida manualmente. Nenhum bago uva é comprado pela La Rioja Alta, todos os vinhos provêm exclusivamente de vinhedos próprios.


Nas adegas da La Rioja Alta os mais modernos avanços tecnológicos estão a serviço da tradição de elaborar clássicos da Rioja. Os longos períodos de “crianza” em barricas de carvalho americano exigem uma qualidade muito especial destes recipientes, que desde sempre foram confeccionados na própria tanoaria da bodega. A cada 6 meses cada uma das centenas de barricas é trasfegada manualmente, como reza a tradição de elaborar grandes vinhos de guarda de estilo mais oxidativo do que redutivo na Rioja, deixada de lado nas últimas décadas anos por muitos produtores.

Entre os seus Gran Reserva e Reserva lendários, o Viña Ardanza é um ícone de grande relevo mundial, uma marca que está no mercado desde 1942. Foi criada num cenário nada auspicioso de guerras, mas com uma bela inspiração na Borgonha, o que explica o formato da sua garrafa. Apenas nos anos mais espetaculares, o Viña Ardanza recebe o qualificativo de “Selección Especial”, e desde sua criação há quase 80 anos, apenas em 1964, 1973, 2001 e na recém-lançada 2010 mereceu essa notável distinção.


Um grande diferencial do Viña Ardanza em relação aos Gran Reservas 890 e 904 da La Rioja Alta é sua maior composição de 20% de Garnacha. Oriunda do espetacular vinhedo de La Pedriza em Tudelilla, na Rioja Oriental, com solos muito pobres cobertos com seixos rolados, tal como em Châteauneuf-du-Pape, a Garnacha atinge seu esplendor de textura aveludada e muita intensidade de frutas vermelhas maduras neste terroir. O Tempranillo ao mesmo tempo elegante e estruturado provém das fincas de La Cuesta em Fuenmayor e Montecillo em Cenicero, na Rioja Alta.


Em 2010 a fermentação foi espontânea e o vinho seguiu para a “crianza” em março de 2011. O Tempranillo amadureceu por 36 meses em barricas de carvalho americano de 4 anos de idade em média, com 6 trasfegas manuais neste período, e a Garnacha por 30 meses com 5 trasfegas, em barricas de carvalho americano de 2 a 3 usos. O lote final foi engarrafado em maio de 2015.


Segundo o diretor técnico da La Rioja Alta, Julio Sáenz, que ingressou no grupo em 1996, o Viña Ardanza Selección Especial 2010 foi um dos melhores vinhos que já fez na vida, fruto de uma colheita realmente espetacular, que segundo o VINOUS, “combina força e vivacidade, com acidez e taninos para o longo envelhecimento”.


A revista inglesa DECANTER, através da Master of Wine Sarah Jane Evans conferiu 96 pontos ao vinho: “Rioja Alta at its luxurious best. Aromatically it’s all truffle, sweet spices and red flowers, then in the mouth there’s a refreshing note of cherry, redcurrant, acidity. A rasp of tannin gives added interest and there's a resounding finish. The Tempranillo comes from the Rioja Alta zone, and the Garnacha from the La Pedriza vineyard in Rioja Oriental. Three years in American oak, with six rackings. The first Ardanza Selección Especial since 2001, 1973 and 1964. Drinking Window 2022 - 2040”


ROBERT PARKER, através de Luís Gutierrez, concedeu 95 pontos ao vinho, o segundo mais bem pontuado em quase 80 anos de história do Ardanza, logo atrás dos 97 pontos conferidos ao 1963: “The wine is expressive, aromatic, very elegant and clean, with classical Rioja aromas of long aging in barrel and slow oxidation through the years in wood. The palate is polished and sleek but shows plenty of energy, with very fine, mostly resolved tannins and very good harmony and persistence. There is great complexity, and you could start smelling spice and smoke to move to earthy tones, hints of beef blood, cherries in liqueur, curry, diesel, old furniture and forest floor. A great Viña Ardanza!”



Outras grandes avaliações da imprensa internacional:


96 pts JAMES SUCKLING

95 pts TIM ATKIN MW

94 pts WINE SPECTATOR

94 pts JOSÉ PEÑÍN


Dados analíticos:

ÁLCOOL: 13,5°

pH 3,56

ÁCIDEZ TOTAL: 6,01 g/l














42 visualizações