0

A expressão “gang of four” sempre surge ao pensar em Beaujolais sérios. O termo foi cunhado pelo importador americano Kermit Lynch para se referir aos grandes produtores que iniciaram a revolução de vinhos naturais de qualidade e terroir na região. Fazem parte do grupo: Guy Breton, Jean-Paul Thévenet, Jean Foillard e Marcel Lapierre - alguns consideram Yvon Metrás como quinto membro. Foi no Domaine Lapierre, esse importante nome de Morgon, que David Chapel adquiriu experiência e também conheceu sua parceira de trabalho e esposa Michel Smith para logo formarem o Domaine Chapel. Hoje, o casal produz vinhos diferenciados, de delicadeza suprema na região. Além de serem orgânicos, naturais (apenas 20 ppm de sulfitos), não filtrados e nenhum processo de colagem. 

 

Lote de dois lieux-dits de elevata altitude: Saint-Roch & Poullet. As duas parcelas são pequeníssimas, totalizando 2 hectares, e ambas treinadas em gobelet (sistema clássico da região). São vinhas velhas, entre 55 e 60 anos âncoradas em grânito e arenito no topo, tratadas sem uso de químicos. Maceração semi-carbônica e élevage de 9 meses. Rico em fruta e maciez, interlaçado em especiarias e um corpo médio com bastante concentração. 

Domaine Chapel Chiroubles 2018 Magnum

REF: 20977
57,90 €Preço
Capacidade
Produtor
Região