0

Márcio iniciou com um dos maiores nomes do vinho português, Anselmo Mendes, e também buscou experiência em Austrália por 2 anos para expandir seus horizontes (nos dois distintos climas de Rutherglen e da Tasmania). Em 2010, começa a criar vinhos em duas regiões icônicas de Portugal, o Douro e o Vinho Verde, através de seus rótulos Proibido e Pequenos Rebentos, respectivamente. Nos vinhedos o respeito à terra é a sua máxima. Na adega, a pureza e precisão de seus terroirs é enaltecida através do uso de leveduras selvagens e baixas adições de sulfitos. Seus vinhos possuem uma vibração e vitalidade como poucos. Carregam sempre consigo imensa frescura que cativa a cada gole e o dna claro de onde foram concebidos. 

 

Pequenos Rebentos, na região do Vinho Verde, foca na casta Alvarinho das sub-regiões Monção e Melgaço; e Loureiro de Lima. O clima frio e chuvoso ao norte de Portugal, cria vinhos com baixo álcool e muita frescura. São vinhos de mineralidade e nervo, que contrabalanceados pela riqueza e precisão de fruta encontram incrível harmonia. Um lote de Cainho Tinto, Alvarelhão e Pedral com desengaço total mas incrível perfume de especiarias. Breve maceração de 24 horas que lhe garante pouca cor mas muito perfume, delicadeza e precisão. Estágio em madeira antiga. Sulfitagem baixa (30 mg/l). 

Márcio Lopes Winemaker Pequenos Rebentos Tinto Atlântico 2018

REF: 20321
14,90 €Preço
Safra
Capacidade
Produtor
Região